"A escrita é minha oração, minha militância e minha meditação."

nem sei quando comecei

A escrita e a leitura acompanham minha jornada nessa vida desde o ensino fundamental.

Foi por causa de um amor quase inato pelas palavras que me rendi à faculdade de comunicação social quando eu tinha só 17 anos.

Eu nem sabia ao certo o que fazia um publicitário, mas tinha certeza de que minha melhor habilidade era transformar sentimentos e histórias em palavras.

Já no primeiro semestre do curso, acabei vencendo um concurso que me colocou num estágio de redação na agência Fischer América | Sette Graal.

De lá pra cá, a escrita se tornou bem mais do que apenas meu trabalho.

Eu escrevo quando estou triste e quando estou mais alegre que o normal. Escrevo pra homenagear e também pra reivindicar. 

 

Escrevo histórias, contos, poemas e haikais com o mesmo entusiasmo com que escrevo apresentações de projetos, e-mails ultra formais, conteúdos para os sites dos meus clientes e até formulários de editais complexos.

Eu gosto do desafio. 

Não me interessa o que, só me interessa como.

últimos conteúdos